//O que é vegetarianismo? Entenda a diferença entre vegetariano e vegano, seus benefícios e principais cuidados

O que é vegetarianismo? Entenda a diferença entre vegetariano e vegano, seus benefícios e principais cuidados

2020-12-26T14:35:38+00:00 dezembro 26th, 2020|Categories: Nutrição|Tags: , |

Entenda o que é vegetariano e vegano, suas diferenças, quais os benefícios destas dietas e as maiores polêmicas envolvidas.

 

 

Até pouco tempo atrás boa parte das pessoas mal sabia o que era vegetariano. Quem dirá vegano(!).

Mas, embora hoje em dia o termo já esteja muito mais disseminado (quem não tem um vegetariano na família ou conhecido?), não é como se todo mundo fosse expert no assunto. A realidade passa longe disso.

Diversas dúvidas e polêmicas rondam este universo.

 

Qual a diferença entre vegetariano e vegano mesmo?

É saudável?

Tem proteína?

Pode peixe?

Nem presunto?

 

Enfim, a quantidade de perguntas que um vegetariano escuta ao longo de uma semana, acreditem, é bem grande.

Como somos um blog destinado à alimentação e à prática de exercícios, não poderíamos fugir do tema. Especialmente quem busca um estilo mais fitness, ou ganho de massa corporal, pode ficar com alguma dúvida caso esteja pensando em se tornar vegetariano ou vegano.

Por isso no post de hoje vamos tentar esclarecer todas as dúvidas relacionado a este tema que ainda pode dar muito pano pra manga.

 

 

 

O que é vegetariano?

 

A ironia é que é justamente essa uma das questões mais divergentes no assunto.

De uma maneira simplificada (e não precisa), normalmente definimos que vegetarianismo é uma dieta que exclui qualquer tipo de carne do seu cardápio.

 

Mas não é bem assim.

 

A coisa começa a ficar mais controversa quando nos adentramos em outros alimentos de origem animal, como por exemplo, mel, ovos, laticínios e seus derivados.

Na prática, em uma conversa no dia a dia, uma pessoa que se diz vegetariana, se refere somente à questão da carne. Ou seja, ela come qualquer outro tipo de alimentos de origem animal.

Mas existe uma certa discussão se, para usar o termo “vegetariano” propriamente dito, não deveríamos excluir também os derivados. Tanto por questões éticas quanto pelo termo em si.

Por exemplo, a Sociedade Vegetariana Brasileira defende que vegetarianismo “é o regime alimentar que exclui os produtos de origem animal.” Mas a própria reconhece variações de interpretação do termo justamente pelo dinamismo da nossa linguagem.

É aí que surgem as ramificações do vegetarianismo (e grande dúvida de hoje em dia: qual a diferença entre vegetariano e vegano?)

 

 

 

Quais os tipos de vegetariano?

 

Para conseguir expressar com mais assertividade o que uma pessoa come ou não, surgiram algumas ramificações do termo vegetariano.

E é bem possível que novas delas sigam surgindo. Porém, aqui estão as principais (reconhecidos pela SVB).

Em comum entre todas elas, o fato de excluir 100% qualquer tipo de carne do seu cardápio:

 

  • Ovolactovegetarianismo: corta qualquer tipo de carne, mas mantém ovos, leites e laticínios em seu cardápio;
  • Lactovegetarianismo: corta qualquer tipo de carne, mas mantém leites e laticínios em seu cardápio
  • Ovovegetarianismo: corta qualquer tipo de carne, mas mantém ovos em seu cardápio
  • Vegetariano estrito: exclui completamente qualquer tipo de carne e alimentos de origem animal de seu cardápio. Até mesmo o mel.

 

Além destes, ainda temos outros, como o crudívoro (ou alimentação viva), frugívoro, e vários outros.

Pesquisando, você ainda vai encontrar termos como piscitariano, flexitariano, que incluem a carne em sua dieta. Mas ambos não são reconhecidos pela sociedade vegetariana, e por nenhum praticante, como “categoria de vegetarianismo”.

 

Notou que não incluímos o vegano nesta lista?

No próximo tópico você vai entender o porquê.

 

 

Qual a diferença entre vegetariano e vegano?

 

Comparar estes termos é a mesma coisa que comparar um limão e um tênis. Um é uma fruta, o outro é um calçado.

Vegetarianismo é uma dieta alimentar. Enquanto o veganismo é uma filosofia, uma escolha de vida, com hábitos que se estendem para tudo o que se consome (seja alimento, vestuário, higiene, tudo).

Uma pessoa vegana adota uma dieta vegetariana estrita. Ou seja: sem carne e alimentos de origem animal.

Mas você já percebeu que existem inúmeros PRODUTOS de origem animal, que não necessariamente são “comida”? Pois é.

Um vegano, além dos alimentos, exclui na medida do possível, qualquer outro produto com matéria prima derivada de animais, ou que envolva algum tipo de exploração animal em sua produção.

 

 

 

Principais polêmicas envolvendo a alimentação vegetariana

 

Como toda opção que foge do comum, ou que envolve alguma quebra de paradigma, o vegetarianismo carregas suas polêmicas.

Vamos apresentar algumas delas e explicar na medida do possível.

 

 

O vegetarianismo e a proteína

 

Muito comum encontrarmos afirmações referentes à necessidade de reposição de proteína. Antes de mais nada, reforçamos que toda a mudança brusca em sua alimentação pede o auxílio de um profissional de nutrição.

Neste caso, recomendamos procurar profissionais com experiência neste tipo de dieta, pois terá mais autoridade e conhecimento para fazer qualquer recomendação.

De qualquer forma, selecionamos esta sequência de vídeos do médico nutrólogo Eric Slywitch, abordando o assunto.

Em resumo, um vegetariano, principalmente o estrito, deve buscar uma variedade maior de alimentos para compor a quantidade necessária de proteínas em sua alimentação diária.


Embora uma alimentação que inclua carne seja mais rica em proteínas, uma alimentação sem carne, quando variada, é sim capaz de oferecer a quantidade exigida pelo nosso corpo.

De qualquer forma, vale reforçar a importância de um acompanhamento profissional.

 

 

Vitamina B12

 

A própria sociedade vegetariana reconhece que uma alimentação apenas com alimentos vegetais não inclui a vitamina B12. Portanto, a reposição pode sim ser necessária.

Porém, aqui temos um ponto bem importante: a insuficiência desta vitamina não é exclusividade da dieta vegetariana estrita. Sendo que o Instituto de Medicina dos EUA recomenda suplementação de B12 para todos aqueles que passaram dos 50 anos de idade, independente de comer carne ou não.

Mais um motivo para contar com um profissional especialista.

 

 

É vegano mesmo?

 

Aqui vamos entrar em um assunto que não é o campo do blog. Por isso vamos ser bem superficiais.

Mas, caso você seja ou decida ser vegetariano/vegano, vai notar que existe uma discussão no que diz respeito à classificação de um produto como vegano ou não. Isso porque é comum encontrar produtos cujos ingredientes podem ser considerados veganos, porém, a empresa que o fabrica realiza atividades que não vão de acordo com a filosofia.

Enfim, estamos entrando em um assunto que não é o nosso. Cabe a você decidir aquilo que faz sentido para suas escolhas ou não.

 

 

 

Benefícios do vegetarianismo

 

A Dieta Vegetariana tem benefícios?

Claro que sim! Porém, como você viu acima, também tem seus cuidados, como escolha dos alimentos e a reposição da Vitamina B12 quando necessário.

Neste sentido, preferimos não listar coisas boas ou ruins relacionadas à dieta vegetariana. Até porque, não sabemos o que você vai comer no dia a dia.

Por exemplo, se você trocar a carne por um pratão de massa e uma mini porção de vegetais, é algo bem diferente do que comer um clássico prato vegano com arroz, feijão, couve e uma boa porção de verduras, legumes e sementes.

O que afirmamos aqui é que a dieta vegetariana (estrita ou não) pode ser adotada de maneira saudável, desde que com o acompanhamento profissional, ou, pelo menos, um estudo mais aprofundado das características dos alimentos que você está ingerindo.

 

 

 

Por que virar vegetariano?

 

Existe uma frase bem clássica, que funciona quase como um slogan do vegetarianismo: por você, pelos animais, pelo planeta.

Em geral, os motivos que levam uma pessoa a adotar este tipo de dieta (ou escolha de vida) se dividem nestes três pilares:

  • os benefícios para a saúde
  • o amor pelos animais
  • os benefícios para o meio ambiente

 

 

E aí, gostou do nosso artigo?

Este é um assunto levemente polarizado. Em alguns grupos, é levado da mesma forma que discussão de política e futebol.

Tentamos desmistificar as principais dúvidas e tabus relacionados ao tema. Reforçando que, independente da sua escolha alimentar, para se obter uma dieta saudável, é sempre bom estudar sobre os alimentos e contar com um acompanhamento profissional sempre que possível.

Se você achou nosso artigo útil, também pode se interessar por:

 

Dieta Fitness: O que é, dicas e alimentos para quem treina

Proteína de soja: os benefícios e como utilizar em uma dieta saudável

Como Fazer Soja: o Segredo para uma Boa Carne Moída de Soja

Dietas da moda: Mitos e verdades

 

 

 

Quer continuar se informando?

Então que tal acompanhar as novidades do Ciência Fitness através do nosso Instagram? Fique por dentro dos assuntos e tendências sobre o mundo fitness, alimentação saudável e dicas de treinamento, acompanhando nosso blog.

Leave A Comment